Todos queremos brilhar e ter um aspecto resplandecente, mas não com a aparência de pele oleosa, e o pó é um grande aliado a este nível, pois matifica a pele.

Muitas empresas definem-nos como pó de fixação e pó de finalização. Mas a diferença entre estes é um pouco nebulosa e o uso dos termos é parcialmente uma questão de marketing:

  1. de fixação – é o que nós pensamos como pó clássico. É usado depois da base para matificar e fixar a maquilhagem de modo a que dure mais tempo. É também uma excelente base sobre a qual se pode aplicar blush, contorno, bronzeador ou iluminador. É também útil para fixar sombras em creme, diminuir a intensidade do blush, e dar maior fixação a um batom mais líquido. Pode ser pigmentado para coincidir com a sua pele ou translúcido.
  2. de finalização – é em geral usado depois do de fixação para ocultar as linhas finas e poros. O seu uso é mais indicado em situações onde sabe que vai ser muito fotografado, em vez de um uso diário. Estes pós são brancos. Portanto, se vai ser fotografado com flashes de alta definição, é preciso ter cuidado. Se usar em demasia ou não o esbater bem, o branco pode aparecer nas fotografias. Isso acontece porque a luz do flash pode ressaltar em certos ingredientes, causando o temido Flashback branco. Os pós HD são normalmente de finalização.

Existem 2 formas de o apresentar, ou solto ou compacto, e cada um tem aplicações e características específicas:

  1.  solto – vem em frasco e tem partículas menores (e, portanto, uma consistência mais fina), e, geralmente, dá uma cobertura leve. É confuso e difícil de transportar, por isso são produtos destinados a ficar em casa.
  2. compacto vem em estojo compacto com o pó “prensado” na embalagem. É ideal para retocar a maquilhagem ao longo do dia, pois é fácil levá-lo consigo. Como as partículas são maiores e os ingredientes tornam-no compacto, aplicar demasiado pode resultar numa aparência mais pesada e artificial.

 

A mostrar 1 resultado